Mercado

Bitcoin sobe e ganha folga em nível de suporte. Preço do ETH sobe, mercado de criptomoedas ganha fôlego e valorizações atingem até 9%

O mercado de criptomoedas estava sendo negociado em alta nesta quinta-feira (6), mesmo com a preocupação sobre novos cortes de abastecimento de gás, além da subida nas taxas de desemprego nas principais economias.

Com a nova valorização, o Bitcoin ganhou alguma folga dentro do nível de suporte de US$ 20 mil. De acordo com a CoinGecko, o preço do Bitcoin no Brasil subiu cerca de 1% para R$ 104.994.

O preço do Ethereum também atingiu um novo nível de suporte no mercado global, ficando acima dos US$ 1.400. No Brasil, o ETH estava sendo negociado por R$ 7.908, uma alta de 2,5%.

Desta vez, a alta no preço das criptomoedas no Brasil não vem acompanhada da alta do dólar. Mais uma vez, o dólar comercial fechou com menos de 0,2% de valorização, sendo negociado por R$ 5,18. O preço das stablecoins como USDC, BUSD, USDT e DAI permaneciam pareados.

Preço das principais criptomoedas hoje

De acordo com a CoinGecko, o preço das altcoins continuava seguindo o padrão de alta do Bitcoin. Por volta das 9h da manhã, o preço da BNB, Cardano (ADA) e Shiba Inu (SHIB) registravam uma alta de 1,5%.

Enquanto isso, moedas como Solana (SOL), Dogecoin (DOGE) e Polkadot (DOT) seguiam com uma alta de 2% cada uma.

Ainda de acordo com a CoinGecko, o preço da XRP disparou mais 4,5% nas últimas 24 horas. O preço da moeda já chega a R$ 2,59. O token da Trust Wallet também disparou mais de 9% nas últimas 24 horas.

O valor do mercado global de criptomoedas estava sendo negociado marginalmente maior, em US$ 972,12 bilhões, aumentando menos de 1% nas últimas 24 horas. No entanto, o volume total de negociação caiu mais de 1%  para US$ 59,92 bilhões.

Compartilhar