Metaverso

Bitcoin sobe para US$ 20 mil e impulsiona memecoin para alta de 7%

O Bitcoin e o mercado geral de criptomoedas manteve seus ganhos nesta quarta-feira (5). Desde o início da semana, as principais criptomoedas do mercado vêm acumulando lucros enquanto espera os novos números sobre a inflação das principais economias mundiais.

Aqui no Brasil, apesar da recente queda acentuada no preço do dólar, não foi diferente. De acordo com a CoinGecko, a maioria das criptomoedas apresentavam saldo positivo nas últimas 24 horas, mesmo sendo negociada em reais.

O Bitcoin, principal moeda do mercado cripto, alcançou um novo nível de suporte. De acordo com a CoinGecko, o BTC estava sendo negociado no mercado mundial com o preço levemente acima dos US$ 20 mil.

No Brasil, o Bitcoin estava sendo negociado por R$ 103.610, com uma alta de 0,5%.

Já o preço do Ethereum sofreu uma leve queda, tanto no mercado mundial, quanto no mercado brasileiro. Por volta das 9h da manhã, o preço do ETH estava em R$ 6.910, com cerca de 0,5% em queda.

O preço do dólar comercial nesta quarta-feira se manteve em R$5,18, cerca de 3,7% abaixo do valor negociado no último final de semana.

Preço das principais criptomoedas hoje

Com a nova onda de alta do Bitcoin, as altcoins mais populares do mercado também se beneficiam. De acordo com a CoinGecko, a maioria das criptomoedas alternativas mantiveram seus ganhos nesta quarta-feira.

A BNB, moeda emitida pela Binance, ganhou mais 0,8% nas últimas 24 horas, sendo negociada a R$ 1.610. Enquanto isso, a moeda XRP disparou mais de 2%, subindo para R$ 2,48.

Ainda de acordo com a CoinGecko, as moedas Cardano (ADA) e Solana (SOL) se mantiveram estáveis nas últimas horas, sem ganhos nem perdas.

Por fim, as moedas meme como Dogecoin (DOGE) e Shiba Inu (SHIB) tiveram lucros acima do esperado. Enquanto a DOGE subiu mais 7% nas últimas 24 horas, a SHIB permaneceu com 1,9% em lucros.

Entre as moedas DeFi, somente os tokens AXS e MANA apresentaram lucros nas últimas 24 horas.

Compartilhar