Mercado

Stablecoin aUSD sobe 10.000% após queimar moedas emitidas por engano

A Acala, um protocolo de finanças descentralizadas (DeFi) baseado da rede Polkadot, ressurgiu das cinzas. Isso ocorreu depois que a sua stablecoin perdeu 99% de seu valor e, no dia seguinte, subiu mais de 10.000%.

Tudo começou quando houve uma emissão excessiva da stablecoin devido a um erro no código do Acala. Com base nessa vulnerabilidade, o protocolo criou cerca de 1,28 bilhão de aUSD no pool de liquidez iBTC/aUSD.

O aumento repentino na oferta fez com que a criptomoeda perdesse A paridade com a moeda dos Estados Unidos. A aUSD chegou a ter seu valor em US$ 0,009, de acordo com os dados da CoinGecko.

Para resolver o problema, os desenvolvedores do projeto queimaram 1.292.860.248 unidades da Acala Dollar (aUSD). Como consequência dessa ação, a stablecoin começou a recuperar o seu valor de forma gradual.

Stablecoin da Acala

Embora a stablecoin ainda não tenha conseguido recuperar sua paridade com o dólar, ela já subiu mais de 10.000%. Ou seja, o token que antes valia US$ 0,009 agora está na faixa a US$ 0,92. Trata-se, portanto, de um crescimento de 10.135% em 24 horas, segundo dados do CoinMarketCap.

Conforme relatou a Acala, a comunidade proprietária do token aprovou o referendo para executar essa decisão. Além disso, a equipe disse que encontrou mais aUSD e que a vendeu trocando por outros tokens ou adicionado a pools de liquidez.

Na verdade, o protocolo identificou as 16 carteiras que receberam aUSD pelo erro de código. As transações dessas carteiras para outros endereços, ou cadeias paralelas ou exchange estão sendo monitoradas, disse a Acala.

“A comunidade pode formular propostas coletivamente após cada relatório de acompanhamento para resolver o erro de emissão de aUSD. Com isso, a comunidade pode retomar gradualmente as operações de rede pausadas”, disseram os desenvolvedores do protocolo.

Leia também: O retorno do play-to-earn Axie Infinity V3; entenda

Leia também: União Europeia criará nova autoridade reguladora para o ecossistema Bitcoin

Leia também: Cardano Clã: uma nova rede social que trouxe controvérsias entre a comunidade