Tecnologia

Robinhood lança versão beta de carteira com recursos voltados para a Web3

Em janeiro, a corretora de investimentos Robinhood lançou a versão beta de sua carteira de criptomoedas. Agora, a empresa divulgou outro beta, mas dessa vez a carteira terá funcionalidades voltadas para a Web3 como um todo.

De acordo com a Robinhood, a carteira Web3 terá como foco a troca de criptomoedas e a obtenção de rendimentos. Ou seja, os clientes poderão trocar e negociar criptomoedas entre si, sem pagar taxas, além de poder utilizar aplicativos descentralizados (dApps). Esta função permitirá que os investidores possam obter rendimentos deixando suas criptomoedas em plataformas de staking, por exemplo.

O CTO e gerente geral da Robinhood Crypto, Johann Kerbrat, disse que a “carteira Web3 da Robinhood elimina algumas das complexidades da web3 para tornar a criptomoeda mais acessível a todos”. Por enquanto, o dispositivo está disponível apenas para usuários do sistema iOS (iPad e iPhone).

Nova carteira terá funções limitadas

A Robinhood afirmou que a nova carteira Web3 está na fase de testes. Inicialmente, apenas 10 mil clientes que se inscreveram na lista de espera poderão usar a carteira.

Por causa disso, o software também contará com recursos bastante limitados de uso. Por exemplo, a carteira não terá suporte a negociações de NFTs ou atividades de mercado. Mas a corretora já informou que estes recursos estarão presentes na versão final da sua carteira.

Além disso, a Robinhood disse que não utilizará a rede Ethereum para executar a carteira. Em vez disso, o dispositivo terá a Polygon como seu parceiro exclusivo de blockchain. De acordo com a corretora, a rede de segunda camada é mais “escalável, veloz, tem baixas taxas de rede e ecossistema robusto de desenvolvedores”.

No entanto, a versão final não vai ter suporte apenas para a Polygon, mas sim para várias outras redes. “A carteira será multicadeia, com suporte a um grande número de blockchains”, disse a empresa.

De acordo com o gerente sênior de comunicações de produtos da Robinhood, Oliver McIntosh, a decisão também não tem a ver com o The Merge. A Robinhood optou pela Polygon como parceira exclusiva no lançamento da versão beta e McIntosh reiterou as vantagens.

“Aproveitar a rede Polygon fornece uma forte infraestrutura para a carteira devido à sua escalabilidade, velocidade, baixas taxas de rede e ecossistema robusto. Queremos fornecer uma das melhores experiências comerciais para os clientes e estamos entusiasmados em fazer parceria com a Polygon para o nosso lançamento inicial”, disse a empresa.

Segunda etapa da carteira

A Robinhood lançou a primeira versão beta de sua carteira em janeiro deste ano, no auge da histeria do mercado de criptomoedas. Naquela primeira versão, 1.000 usuários puderam negociar criptomoedas como Bitcoin (BTC), Ether (ETH) e Dogecoin (DOGE).

Em maio, a empresa provocou o desenvolvimento de sua carteira Web3, que agora recebe mais uma versão beta.

Leia também: Token CEL despenca 12% com a renúncia do CEO da Celsius

Leia também: USDT faz Polkadot subir e analistas projetam futuro do DOT

Leia também: Acala retoma operações após erro na emissão de stablecoins

Compartilhar