Optimism dá NFTs de graça para incentivar usuários a usar o rollup em Ethereum

O protocolo Optimism vai dar um token não fungível (NFT) para usuários que concluírem um tutorial introdutório. O objetivo da campanha é promover a adoção do rollup construído na rede Ethereum.

Optimism é uma solução de dimensionamento de camada dois para a blockchain do Ethereum. Na prática, ele permite que seus usuários negociem com taxas inferiores e sem sobrecarregar a rede do ETH.

A iniciativa de dar NFTs tem como alvo todos os tipos de usuários. Ou seja, tanto aqueles que estão começando no mundo das criptomoedas até os mais avançados podem participar. O primeiro passo no tutorial é escolher o nível de especialização.

Se o usuário escolher a opção iniciante ou intermediário terá que completar quatro etapas até chegar ao NFT. Entre as etapas há criação de carteira, transação e recebimento do NFT. Enquanto isso, para os usuários mais avançados, há uma etapa a menos para ganhar o NFT de graça.

O processo começa, para todos, com a configuração da rede Optimism na carteira. Então, é preciso enviar fundos para a carteira usando uma ponte de rede. Em seguida, o usuário já vai poder solicitar o seu NFT .

Optimism

Deve-se notar que este não é um NFT de alto valor, mas sim um genérico, cuja finalidade é sobretudo educacional. Existem cinco diferentes para escolher, com temas variados, como política e instituições, tecnologia e indústria, jogos, artes e entidades financeiras.

Além de NFTs de graça, o Optimism tem algo novo para sua rede: a Rainbow. A novidade na verdade é uma atualização na carteira que já existia para Ethereum, mas agora permite armazenar NFT.

Conforme relatou o Optimism em sua conta no Twitter, trata-se da primeira carteira nesse estilo para essa segunda camada. Uma versão final está disponível na loja de aplicativos da Apple e uma versão beta no Android.

Leia também: China garantirá a privacidade dos usuários do yuan digital

Leia também: Ethereum pronto para alta de 50% com The Merge, diz analista 

Leia também: Criptomoedas já são conhecidas por mais de 80% da população das classes ABC 

Compartilhar